Filtro
Restabelecer
Ordenar porRelevância
vegetarianvegetarian
Restabelecer
  • Ingredientes
  • Dietas
  • Alergias
  • Nutrição
  • Técnicas
  • Cozinhas
  • Tempo
Sem


Eis por que os EUA devem mudar sua embaixada para Jerusalém

Existe esperança para os intelectuais?

  1. O presidente Donald Trump pode estar um passo mais perto de cumprir outra das promessas de sua campanha.

  2. Na próxima semana, espera-se que o governo Trump anuncie sua decisão de mudar ou não a embaixada dos EUA em Israel de Tel Aviv para Jerusalém. No início deste ano, o presidente adiou a medida para evitar impedir o processo de paz entre o Estado judeu e os palestinos. No entanto, Trump já deixou claro que mudar a embaixada para Jerusalém era uma questão de "quando" não "se".

  3. Como você pode imaginar, mudar a embaixada para Jerusalém é uma questão controversa. Os que se opõem à medida argumentam que isso prejudicará as negociações de paz entre os palestinos e Israel. Outros temem que isso possa provocar tumultos em outras áreas do Oriente Médio. No entanto, é claro que a transferência da embaixada para Jerusalém é o curso de ação correto.

  4. Trump para fazer um anúncio

  5. Se os EUA decidirem mudar a embaixada, isso não acontecerá da noite para o dia. Politico informou recentemente que o governo Trump está considerando manter a embaixada em Tel Aviv temporariamente enquanto eles desenvolvem uma estratégia de longo prazo para iniciar o processo de realocação. Essa abordagem gradual pretende "atingir um meio termo na questão politicamente traiçoeira", segundo dois funcionários do governo.

  6. Como se a mudança da embaixada não fosse controversa o suficiente, o governo também está considerando reconhecer Jerusalém como a capital de Israel. Muitos vêem a realocação da embaixada como um passo em direção aos EUA, reconhecendo a soberania de Israel sobre a cidade mais santa do judaísmo.

  7. Esta não é a primeira vez que os EUA analisam a mudança da embaixada. Em 1995, o Congresso aprovou a Lei da Embaixada de Jerusalém, que afirmava que "Jerusalém deveria ser reconhecida como a capital do Estado de Israel" e que os EUA deveriam estabelecer sua embaixada na cidade "o mais tardar em 31 de maio de 1999". [! 16463 => 1140 = 1!

  8. Uma poderosa mensagem para os inimigos de Israel

  9. Desde que o Estado de Israel foi fundado em 1948, ele foi cercado por inimigos. Após o início da crise dos refugiados, os palestinos - com a ajuda do Irã, Iraque e outras nações - recorreram ao terrorismo para pressionar o Estado judeu a fazer concessões. No entanto, os palestinos rejeitaram repetidamente as propostas de Israel pela paz.

  10. Os inimigos de Israel não respondem a concessões; cada vez que Israel desistiu da terra, eles foram recebidos com mais violência. Quando Israel, sob a liderança do primeiro-ministro Ariel Sharon, se retirou da Faixa de Gaza, os palestinos reagiram colocando o Hamas - um grupo terrorista islâmico radical - no poder. Milhares de israelenses foram despejados de suas casas e os palestinos os recompensaram com mais violência.

  11. Os palestinos deixaram claro que as tentativas de Israel de apaziguá-los não resultarão em paz. Grupos como o Hamas, Hezbollah, ISIS e Al Qaeda gostariam de nada mais do que erradicar os judeus em Israel. Mover a embaixada para Jerusalém enviaria uma mensagem clara aos inimigos de Israel: você não vencerá com violência.

  12. A transmissão desta mensagem pode pressionar a liderança palestina a chegar à mesa de negociações. Pode mostrar a grupos como o Hamas que o tempo não está do seu lado neste conflito. Além disso, demonstrará a outros grupos terroristas que os Estados Unidos são firmes em sua determinação de proteger seu aliado.

  13. Somente Israel garantirá a liberdade religiosa

  14. A história mostrou que quando Jerusalém está sob controle muçulmano, não-muçulmanos não recebem o mesmo tipo de acesso. Entre 1948 e 1967, eles impediram os judeus de visitar e adorar na cidade. Eles também removeram 70% dos cristãos da cidade.

  15. Se Israel reivindicasse Jerusalém como sua capital, pessoas de todas as religiões teriam liberdade religiosa para adorar onde quisessem. A lei israelense determina que qualquer pessoa que viva no país tenha a liberdade de praticar sua religião sem interferência do governo.

  16. Aliados importantes

  17. Apaziguamento não funciona



Donate - BNB: bnb16ghhqcjctncdczjpawnl36jduaddx5l4eysm5c